Área de atuação

Rios temporários

os últimos redutos de espécies únicas

A maior parte das espécies de peixes de água doce nativos de Portugal está atualmente em risco de extinção. As pequenas ribeiras costeiras do centro e sul do país, onde estas espécies habitam há mais de 5 milhões de anos, podem funcionar como zonas de proteção e conservação deste património natural único e inestimável.

Por serem rios de regime tipicamente Mediterrânico, com alternância sazonal entre cheias e secas drásticas, e fortes pressões antropogénicas é essencial que exista uma monitorização regular e continuada da ictiofauna nativa, cujas populações são frequentemente sujeitas a alterações súbitas e significativas dos seus habitats.

ÁREA DE ATUAÇÃO DO PROJETO

 

Cursos de água costeiros da Região Oeste

(1ª fase)

Cursos de água costeiros do Sudoeste Alentejano,

Costa Vicentina e Algarve

(2ª fase)

CURSOS DE ÁGUA DA REGIÃO OESTE:

 

Lis | São Pedro | Alcoa | Tornada | Real | Alcabrichel | Sizandro | Safarujo | Lizandro | Samarra | Colares | Lage | Barcarena | Jamor

peixesnativos@gmail.com

 

 

Rua Jardim do Tabaco 34

1149-041 Lisboa

 

Tel: 21 88 11 700